quarta-feira, 26 de novembro de 2014

O canhão encravou - Os caciques estão com medo, com muito medo

A paródia democrática portuguesa não tem limites nem pudores, o caciquismo anda em bolandas com a prisão do "hollandêz" socialista, aliás «xuxialista», cá do burgo. Os seus "amiguitos" e "kameratens" de partido e de cleptotropelias estão em pulgas: «mas afinal de que é acusado o homem?», lançam as suas inocências para o ar fazendo da restante população uma cambada de zarolhos.

O filho do cabrão maior do pré e pós 25 da silva, com a lágrima a cair-lhe pela omoplata abaixo, e com ar de grande sumidade e especialista no que ao cacique diz respeito, atira-se com esta: «a prisão do Engenheiro é injusta e injustificada.» Está visto, roubou pouco, na opinião desta grande sumidade e desta vez, a lágrima saída do olho esquerdo, escorre-lhe pela clavícula direita abaixo.

Uma antiga ministra da descultura e da descompostura, vem por outra via, manifestar a sua surpresa (?) e dúvidas relativamente ao processo !! 

É que estamos a pouco menos de 1 ano das legislativas e o objectivo do partido xuxialista conseguir a ansiada maioria para escacar definitivamente o país começa a ser posto em causa. 

Os caciques estão com medo de não conseguirem esse desiderato e todas as suspeições que se seguirem, seja sobre a imparcialidade ou idoneidade dos juízes ou seja sobre o excesso de condições ou falta delas dos edifícios onde decorrerão os julgamentos (se chegar a haver julgamento..), serão vias que os caciquistas de maré não deixarão de explorar.

A democracia, de tão pérfida que se tornou na mão destes agentes cleptocratas, começa muito justamente a ajustar contas com estes seus inimigos. 

Sim, porque toda a franja política actual, com algumas excepções, é inimiga da democracia. Os partidos políticos actuais são inimigos da democracia, toda a estrutura político-financeira deste país é inimiga da democracia.