segunda-feira, 24 de março de 2014

Bioética e abundância

«Passaram mais de dois mil anos desde que Cristo afirmou: Vim ao mundo para que tivésseis vida e a tivésseis em abundância.
Mas a palavra abundância saída da sua boca e registada para todo o sempre tinha então um sentido bem diferente do que lhe dá hoje o comum dos mortais, nesta sociedade pós-moderna em que só conta o poder, o dinheiro, outros bens materiais e o prazer. Uma vida boa é a que tem abundância, mas uma abundância de poder sobre os outros, de dinheiro e de bens obtidos de qualquer modo e de prazer, quase exclusivamente prazer genital

Extraído do prefácio do livro "Contributos para uma outra Qualidade de Vida no âmbito da Bioética Teológica - João Bezerra.

Os negritos finais são meus. Algumas das bestas sadias que por cá gravitam teriam graves problemas de consciência se lessem o trecho acima citado.
Ao longo dos próximos dias o autor deste blog irá disponibilizando vários enxertos deste livro, verdadeiramente re-evolucionário, e como o mesmo não se encontra à venda nas livrarias, posso até digitalizá-lo para quem estiver interessado.