quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Estética racista - um maple do outro mundo




A fotografia em si é um disparate total, tem a sua piada, mas quem se deixa fotografar com um "humor negro" destes só pode estar a brincar ou a gozar. Conhecida a grande sensibilidade de algumas etnias a tudo que "cheire a racismo", não se compreende estes "revivalismos" totalitários. Mas se tivermos em conta a pessoa que está a servir de maple, é provável que se compreendam certos "revivalismos", a não ser que a dita pessoa seja uma escrava e aí, a história é muito diferente..

Sem comentários:

Enviar um comentário