quarta-feira, 31 de julho de 2013

Num país sem lei nem justiça

Contado ninguém acreditaria no que se passa no país Portugal. Penso até que o nosso país deveria ser objecto de estudo, um case study, por parte de organismos internacionais. Senão vejamos; num país onde a média salarial rondará os 700,00 euros (estou a ser simpático), como é que se pode, por exemplo, ter os combustíveis mais caros da europa? Sim, porque se atendermos à proporcionalidade do que recebemos e do que pagamos, somos o país da europa que mais paga pelos combustíveis, pela energia e pela alimentação. Para não falar aqui de telefones, internets, impostos e outros.
 
É nesta tríade de serviços onde poisam alguns dos maiores ladrões e sanguessugas deste país. Mas para além disso, esta tríade é hoje possuidora de um poderoso mecanismo de subversão que criou e cria monopólios fortíssimos servida pela casta cleptocrata que dita leis. São estes "corjistas" de "casota democrática" que mandam nisto. São eles que influenciam a política, financiando e publicitando os maiores podres que por lá gravitam. E o grande jogo democrático de efeito "anastésico-abrilino" resume-se ao seguinte: os corjistas da "casota democrática" vão fabricando os seus homens (detentores dos principais cargos políticos) ao longo de vários anos. Quase sempre, os políticos que chegam a um lugar de destaque, são indivíduos com um passado sujo ou segredos vergonhosos, e os corjistas, sabendo disso, dominam-nos pelo pavor do escândalo.
 
Basta pensar neste actual primeiro-ministro e no seu antecessor. Dois personagens que demoraram anos a ser fabricados. O primeiro, cujo nome não escrevo aqui para não insultar o grande filósofo grego, andava aparentemente perdido lá numa câmara da Beira interior, assinava projectos sem o poder fazer, trinta por uma linha e zás chaga a ministro. Depois, mais escarafunhice, furacões e falcatruas e pumba chega a primeiro-ministro. O pior governo de sempre em Portugal. O segundo, qual personagem saído da toca, acabou o curso aos 37 anos, segundo dizem. Era um farrista de primeira, copos e ladainhas e catrapumba é o Jota de serviço durante alguns anos. Nunca trabalhou na vida, nem tão pouco tem noção do que é o trabalho. Porque a cultura do trabalho foi destruída em favor dos corjistas que não se cansam de roubar os recursos dos portugueses. Não se dá valor a quem trabalha neste país, e este é um erro que terá consequências desastrosas.
 
Mas não bastava isto aos corjistas, os mesmos ainda gozam com as pessoas, com os pais, com os filhos e com todos os que com o seu labor querem levar as suas vidas e a do país para a frente. Dois exemplos que ilustram bem esta questão: 1- os manuais escolares, produzidos por um monopólio dentro de outro monopólio maior, vão aumentar 2,6%! Em alguns casos, os manuais escolares poderão custar 484,00 euros! Estamos certamente do Dubai ou no Quatar onde cada família tem um poço de petróleo no quintal!!
2- Uma corporação de bombeiros de uma certa localidade foi multada em 2500,00 euros pela ASAE por falta de um dístico. O que é mais importante para a ASAE e os seus sequazes? Um bom serviço por parte da entidade e dos seus elementos ou a presença de um qualquer dístico?
Que bando de palhaços.
 
Então esse dinheiro não daria muito jeito a uma corporação de bombeiros? Quem vai pagar a multa? O Zé Pagode, pois claro! Que bando de filhos da puta.
 
Não poderia deixar de citar aqui os "corneteiros", aqueles psicopatas que vendem lugares no paraíso. A tríade acima falada, não é bem uma tríade, pois possui um quarto elemento que consegue passar despercebido até certo momento, os banqueiros.
A maior seita de malfeitores deste país. Os mesmos ainda têm o desplante de vir admoestar o povo pelas Tvs sempre que acha que o mesmo não se comporta como deveria. As suas intervenções roçam o desprezo total pelas pessoas, o sarcasmo sem limites e um ódio louco a todos os que denunciam a roubalheira escandalosa e a publicidade enganosa.
 
Numa futura Re-evolução, sem tiques abrilinos, estes ocuparão a primeira fila da linha de enforcamento. Terão uma morte rápida ao contrário dos corjistas, que serão dissecados com arame farpado e agulhas fervidas em azeite. Da forma que esta país está a ser conduzido, o cenário acima descrito poderá tornar-se realidade. Quando acontecer o clique final, que poderá estar próximo, tudo se transformará.
 
Falta aqui também falar de outro elemento ainda mais invisível, os "labregos sem braguilha", ou os "tapa-cuecas", a maior central de perversões a nível mundial, que gosta de tratar a humanidade como "gado". Essa seita congrega alguns dos maiores bandidos à escala planetária. Gente que não respeita o próximo e que faz de tudo e de todos coutada privada. São esses lambe-piças que manipulam a feitura das leis, dos decretos e da (in)justiça; só lhes falta como adornos a vassoura e a pá do lixo.
Todas as podridões emanam directa ou indirectamente das mansardas fedorentas, onde a crença e o culto são como a salsicha e o presunto.
 
Numa futura Re-evolução, locais como este serão dinamitados, não ficando pedra sobre pedra.

Sem comentários:

Enviar um comentário