terça-feira, 5 de junho de 2012

O estado novo

«A entrada de Salazar no governo de Vicente de Freitas  enquanto ministro das Finanças, em Abril de 1928, significou uma viragem histórica que iria converter a desestruturada e provisória ditadura militar num Estado autoritário de enorme duração. Em 1930, o «ditador das finanças» tinha-se transformado no homem forte do país, no qual iria construir, nos três anos seguintes, uma estrutura institucional nova (Estado Novo), que na realidade seria a base de um poder intensamente personalizado. Após quarenta anos de crise, o liberalismo português foi definitivamente substituído por um modelo político, híbrido em termos formais mas efectivamente antidemocrático, que embora fazendo parte da vaga histórica do fascismo, mostrava também importantes diferenças em relação às ditaduras dessa natureza.»


In "O Estado Novo de Salazar" - Hipólito de la Torre Gómez.

Sem comentários:

Enviar um comentário