segunda-feira, 28 de maio de 2012

Lagarde, os gregos e a África sub-sariana

As mirabolantes declarações de lagarde a um jornal Inglês sobre os gregos, são a prova provada da «instrumentalização política» ao serviço da agenda Bilderberg. Não meus amigos, não é teoria de conspiração, e como o acaso não existe...

A senhora Lagarde esquece-se de um pormenor muito importante; é que a África sub-sariana tem os problemas que tem, devido em grande parte à actuação da própria e dos seus amiguitos do FMI. Conjuntamente com os governos ditos democráticos(??), as multinacionais e os governos africanos fantoches ROUBAM as riquezas em que esse continente é fértil, fazendo a maior parte da população viver na miséria.

Ora isto é um problema com o qual os europeus, neste caso os gregos, (excepto os seus governantes crápulas) nada têm a ver. Se os gregos não pagam impostos, isso é assunto de outro foro. É altamente imoral misturar as coisas. Como se as crianças gregas não fossem merecedoras de tanto respeito como as africanas.

As graçolas próprias de gente que nunca fez nada na vida, que nada sabe da vida senão instrumentalizar e deturpar, deveriam dar direito a prisão (talvez noutro planeta). Por outro lado, isto acontece devido à ignorância generalizada dos europeus, em matéria de história. Se as pessoas conhecessem a história teriam outra atitude cívica e política.

Da deturpação dos factos à limpeza étnica vai um passo, e Lagarde mostra o caminho, hoje os gregos, amanhã os portugueses...

Mas entretanto, pode ser que ela se foda, ela e outros da sua laia. Este vernáculo e o que se seguirá no final, não é utilizado de má fé nem sob princípios de má educação, corresponde simplesmente a um sentimento generalizado de indignação perante tamanhos achincalhamentos. Está na moda ser preto, escuro, cigano ou mafomeiro, coitadinhos dos excluídos da sociedade por via dos brancos racistas....

Lagarde: vai para a puta que te pariu, tu e os restantes maltrapilhos da tua laia. Ardei nos confins da ignomínia.

Sem comentários:

Enviar um comentário