terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Raça, herança e tradição

Raça:

«Refiro-me ao sentido que anima, neste livro, a palavra raça.
Empregámo-la como significando um certo número de qualidades electivas, (num sentido superior) próprias de um Povo, organizado em Pátria, isto é, independente, sob o ponto de vista político e moral.
Tais qualidades são de natureza animal e espiritual, resultantes do meio físico (paisagem) e da herança étnica, histórica, jurídica, literária, artística, religiosa e mesmo económica.
Herança, neste caso, significa também tradição.
Uma raça possui os caracteres de um ser vivo, e como tal a devemos considerar.»

Herança e tradição:

«Estas palavras têm, para nós, um sentido colectivo. Se o português, como indivíduo, herda as qualidades de família, herda igualmente os da sua raça, porque o homem não cabe dentro dos seus limites individuais. O português participa também da herança étnica, histórica ou tradicional, adquirindo assim uma segunda vida que, por mais vasta, abrange e domina a sua existência de indivíduo.»


Teixeira de Pascoaes in " Arte de ser Português"

Sem comentários:

Enviar um comentário