segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Ao tratado de Versalhes segue-se o grande crash

O problema não era a inflação dos preços dos bens de consumo, mas sim de uma inflação dos lucros, e, com uma taxa de juro elevada, a expectativa em torno da bolsa, continuava em alta e a justificar esses lucros da compra e venda de acções.

Em 1931 começa a crise bancária, provocada muito naturalmente pela deflação, o que significava o falhanço e erro total do tratado de Versalhes.

A questão que se seguiu foi a do alto nível de desemprego, que durante cinco ou seis anos da década de 1930, atingiu níveis muito elevados, pois, os bancos ao terem de oferecer taxas de juro muito altas, impediam que as empresas pudessem prosperar, contratar pessoal, e por aí fora. A perspectiva começa a mudar a partir de 1936, Keynes propunha uma alteração radical da visão clássica da economia, a economia deve ser considerada como um processo circular, afirma Keynes: se deixa de haver procura e confiança estabeleça-se um subconsumo para não se perder recursos económicos valiosos, pois que a contínua diminuição da procura iria aumentar a redução de oferta. Tão simples e tão claro como a água. Ora mas é claro que ninguém queria saber do que Keynes e outros diziam, e já o diziam antes de 1936, era acusado de ser comunista, o que não era verdade, embora tivesse privado uma vez com Lenine em Moscovo.

Segundo a visão clássica, as perdas apenas afectariam as empresas que já estivessem condenadas, mas a realidade não foi bem esta, a crise não faz essa distinção e todos sofreram perdas elevadas. Mesmo que o valor monetário aumente em relação aos bens, o empresário sofrerá perdas de valor mais elevado e quem não tiver um poder económico acima da média está ameaçado de destruição..


Ao ler as ideias de Keynes fico com a sensação que também este problema não está resolvido.
 É QUE ESTAMOS PRECISAMENTE A VIVER AS SITUAÇÕES DESCRITAS, actualmente com uma agravante muito preocupante, rouba-se como nunca se roubou antes. O problema ficou por resolver, só foi resolvido parcialmente, e agora com a nova degenerescência, ele potencializou-se.

Sem comentários:

Enviar um comentário