segunda-feira, 3 de outubro de 2011

O anti estado social

Numa era em que a mentira é universal, dizer a verdade transformou-se num acto revolucionário. Esta famosa frase de um senhor muito conhecido, pode ser transposta para a nossa realidade actual: "Numa era em que a ladroagem é universal, denunciar e lutar contra esse estado de coisas transformou-se num acto de indisciplina. Não há nenhum regime que deteste e abomine tanto o estado social como este actual, tendo este mesmo regime criado uma legião de parasitas, que serviu dois objectivos, primeiro criar um ponto de ancoradouro político e segundo destruir esse mesmo estado social. Como muito bem sabemos não existe regime social quando uns têm de pagar tudo a preço de ouro para outros terem tudo de borla. Nenhum contribuinte de qualquer estado social no seu perfeito juízo pode compactuar com uma coisa destas, mas está mais do que visto e revisto, não há juízo nenhum, e por isso, se rouba a eito e direito.


A ladroagem está a atingir o cúmulo. Já se disfarça, de uma forma escandalosamente pirosa, o indisfarçavel...

Algo vai mal no reino pirpantónico, o anti estado social está a engolir-se a si próprio, os malabarismos do 25 da silva, ou os seus produtos, agitam-se como varas verdes em dias de ciclones, e as patranhices democráticas começam a cair uma por uma. Não há democracia que possa resistir a um anti estado social, prova evidente que o reino democrático da corrupção e da ladroagem tem de acabar para existir verdadeira democracia.

Sem comentários:

Enviar um comentário