quinta-feira, 18 de agosto de 2011

A pobreza argumentativa dos nihilistas ateus

Estes recentes episódios de violência e baixo nível em madrid, cidade que recebe sua Santidade o Papa Bento XVI, protagonizados pela militância nihilista e ateia vem mais uma vez, pela enésima vez, mostrar ao que veio. Pura cristalização nihilista ateia. Algumas afirmações dispersas dos mesmos: "...a mulher deve ser livre de abortar,... a igreja católica tem posições que restringem a felicidade sexual, como seja o casamento de pessoas do mesmo sexo,... somos contra os gastos que a visita do papa implica.

Bem evidente que esta posição não é nova. Faz parte da estratégia de destruição da civilização cristã há muito anunciada. Gostaria de vê-los a condenar ferozmente os tratos que sofrem os "homos" lá para os lados da arábia saudita, iraque, Emiratos, irão, marrocos, argélia, líbia, e por aí fora. Porque será que não se manifestam da mesma forma em relação a esta teocracia sub-hegeliana? é mesmo isso, vai morar para um país muçulmano e diz que queres construir lá uma igreja e que a liberdade religiosa a isso te dá direito...
A lipofrenia argumentativa do nihilismo contemporâneo é uma consequência da perda dos valores morais (altos valores) que S.Tomás de Aquino magnificamente expôs nas suas obras escritas. Nada mais resta... senão algum frémito e ardor..

A falta de educação aliada a uma pseudo-superioridade intelectual leva a que todo o género de baboseiras sejam ditas em público sem ninguém fazer muito em relação a isso.., gostaria de ver a mesma atitude quando as mulheres muçulmanas são apedrejadas por supostos adultérios ou crimes de honra... ai isso é que gostaria de ver... e este é só um pequeno exemplo. Escamoteia-se a realidade dos factos, o islamismo é uma fonte de problemas seja na europa, na américa ou na ásia, é um facto que é escandalosamente escamoteado. E enquanto isto se passa, os ateus do costume cospem "farpas" para o ar...

Sem comentários:

Enviar um comentário