quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Londres 2011 e os neosofistas

Acho piada aos comentários de diversos sociólogos e psicólogos que atribuem a causa dos episódios de violência e saque à austeridade. É a coisa mais estúpida que pode ser dita em relação a estes mesmos episódios de violência, e não só é uma estupidez como escamoteia a realidade das coisas. Mas são coisas estúpidas que se ensinam nas universidades, e alguns destes sociólogos e psicólogos são professores universitários, como já estão formatados pelo corrosivo anti-conceito de politicamente correcto. Sendo este politicamente correcto uma das exigências para a consolidação da multiculturalidade. Atenção que o próprio significado de multiculturalidade, tal como o "racismo", estão truncados, o seu original significado foi distorcido. Ora o politicamente correcto mina as bases naturais da justiça e da ordem social, o que faz com que a inversão da ordem natural das coisas seja uma realidade...

E agora pergunta-se, porque não falam os sociólogos e psicólogos que estes "jovens" que destroem e pilham estão a dar cabo de património do País que lhes paga para lá estarem?

E porque não falam os psicólogos e sociólogos do facto de muitos desses "jovens", nunca trabalharem nem descontarem um cêntimo para algum sistema de segurança social. E não acreditem quando virem um "jovem" a dizer na TV que ninguém lhe dá emprego por ser negro ou Árabe, o problema não está na cor da pele ou na raça, mas sim, no que há ou não nas cabeças, a atitude, a maneira de estar, e isto é muito amplo, adiante..

Os neosofistas resumem-se às malhas do politicamente correcto, do pronto a pensar e da ditadura do pensamento único, um dos triunviratos que está ao serviço da "pluto-implosão"... querem atribuir tudo à austeridade, parecendo até, grotesco paradoxo, que a austeridade é só para os tais "Jovens ...

A grande e decisiva falácia foi o abastardamento da ordem natural das coisas, ou seja, são os que vêem de fora que têem de se adaptar aos costumes e usos do país que o acolhe, e não o contrário serem os da casa CONDICIONADOS E DISCRIMINADOS porque o de fora possui susceptibilidades muito próprias que não me dizem minimamente respeito e com as quais eu não tenho que arcar prejuízos de qualquer ordem, coisa que não está a acontecer de momento.

Este cenário enquadra-se perfeitamente na dialéctica hegeliana, é a velha regra dos três; problema, reacção e solução, de muito agrado da ditadura auto-implosiva. Cria-se um cenário de crise propositado, espera-se pela reacção da população que começa a exigir uma solução, e finalmente, lá vem a solução, em bandeja geralmente, e essa solução em condições normais nunca poderia ser aceite, mas em condições anormais como as actuais elas serão aceites.


1 comentário:

  1. «A dialéctica hegeliana, é a velha regra dos três; problema, reacção e solução, de muito agrado da ditadura auto-implosiva. Cria-se um cenário de crise propositado, espera-se pela reacção da população que começa a exigir uma solução, e finalmente, lá vem a solução, em bandeja geralmente, e essa solução em condições normais nunca poderia ser aceite, mas em condições anormais como as actuais elas serão aceites.»



    Blog Divisão 50-50
    .
    12/28/2005
    Post 14-> COMBATER A PRIVATIZAÇÃO DO PLANETA: por um mundo público, contra a privatização do mundo

    — Isto não tem nada que saber!!!

    — Os Mega-Capitalistas [Apátridas] – dotados de fortunas colossais – não estão somente interessados em ‘Altos Lucros’… , eles estão também fortemente empenhados em lançar o CAOS no Planeta [1- Caos Social , 2- Caos Demográfico, 3- Caos Ambiental...; dissolver/liquidar Identidades]… para depois… ANIQUILAREM os Estados Soberanos [os Países que existem no Planeta]!…
    — De facto, enquanto o Planeta vai caminhando na direcção do CAOS… os Mega-Capitalistas ( Bieldbergs e Afins… ) vão-se posicionando… no sentido de ASSUMIREM O CONTROLO do Planeta: Com o fim do Serviço Militar Obrigatório, as Forças Armadas foram reduzidas a ‘profissionais’… que irão trabalhar para quem lhes pagar mais… , e… com Mercenários (leia-se, Exércitos privados) muito bem pagos [e dotados de armas de alta tecnologia - Armas Nucleares, Armas Químicas, Armas Biológicas]… vai ser MUITO FÁCIL liquidar milhões e milhões… para que depois… os Mega-Capitalistas [Apátridas] possam – a partir do CAOS… – erguer uma NOVA CIVILIZAÇÃO no Planeta:
    —> um PLANETA PRIVADO… com Senhores Donos do Mundo -> um NEO-FEUDALISMO à escala global!!!… Aonde as pessoas serão controladas como ‘animais de estimação’ pelos Senhores Donos do Mundo… –>> … ‘a Privatização da Vida Humana’… [[[nota: no limite, a Superclasse (alta finança internacional) ambiciona a privatização da vida: de facto, ao mesmo tempo que promove o caos... a Superclasse também promove a ideia de que a humanidade não sabe tomar conta de si própria]]]

    ResponderEliminar