quarta-feira, 4 de maio de 2011

Perfil de Salazar- O congresso católico

«Mil novecentos e vinte e dois. O movimento católico é insuficientemente entendido e caluniado com frequência. Os ataques vêm de toda a parte, da esquerda e da direita. No seu próprio seio germina a desinteligência fomentadora do fraccionamento e da indisciplina. Urge definí-lo com acerto, em profundidade, revelando às consciências que não estejam acorrentadas demais a exclusivismos políticos de facção, o seu verdadeiro rumo orientador, a sua base de princípios, a crítica do seu processo, o estudo da sua posição.
No congresso de Abril aparece um homem de trinta e três anos, forte de prestígio, inatacável pela solidez moral da sua organização de pensador e respeitado pelas qualidades extraordinárias do seu espírito e pelas manifestações da sua inteligência excepcional, tão largamente expostas através duma vida de estudo e de acção caracterizada pela unidade firme dum pensamento condutor, que, com absoluto poder de lógica sem sofismas e numa clareza sem distracções, apresenta a palavra definitiva sobre o problema.
Podemos considerar hoje essa tese como o primeiro grande documento político do Sr. Dr. Oliveira Salazar. Ele definiu-a assim:- «...não há aqui intolerância nem ódios. São quarenta páginas sobre política Portuguesa... e não se diz nelas mal de ninguém!»
Estão nesse estudo, surpreendentemente, a robustez intelectual do professor e já a linguagem precisa, modelar, firme de sobriedade e perfieta e superior na forma de expressão do escritor dos «discursos». Mas está também, e sobretudo, a visão prudente e calma, objectiva e bem amparada a sereno e exacto conceito das realidades, dum homem público de tipo e construção diferente da próxima tradição Portuguesa.» continua


"Perfil de Salazar- Luís Teixeira"

1 comentário:

  1. olá companheiro fui à procura de alguma informação sobre este livro na rede , logo no primeiro sitio que entro e reparo que estou como em casa , apetece-me dizer (escrever)

    Quem não é patriota
    Não é bom português

    conheces o livro ?

    ResponderEliminar