quarta-feira, 2 de março de 2011

Sionismo político- o mundo oculto da magia negra

Um artigo muito interessante sobre um ex-illuminatti que vem referido no Lepouvoirmondial, não sei se se pode dar credibilidade a tais relatos, mas conhecendo-se os antecedentes... deixo aqui um resumo dessa extensa revelação:
«Weishaupt não foi o fundador dos iluminados da baviera em 1776 como se afirma. Este personagem, Weishaupt, foi tão só o testa de ferro da organização e apenas lhe foi dito que lhe seriam dadas informações do que teria de fazer. Os financeiros dessa época de 1760 em diante, que eram os banqueiros já estavam infiltrados na ordem dos cavaleiros templários. E foi esta infiltração nessa ordem que permitiu a origem dos iluminados da baviera. Weishaupt era o "porta-estandarte" dos illuminattis, era quem lhes fazia as transacções, de dinheiro e de influência.
Os Illuminattis começaram a planear a agenda mundial a partir dessa época. A revolução francesa, a independência dos estados unidos, a ascensão e queda de napoleão, o manifesto comunista, a 1º e 2º guerras mundiais, a guerra fria, foram tudo criações illuminatti. Os illuministas planearam um desmoronamento económico que ultrapassará em muito o que aconteceu em 1929... Todas as manobras decisivas partirão dos grandes bancos e instituições financeiras de vários países, numa acção concertada, explorando ao máximo a manipulação de acções e a flutuação das taxas de juro. A maior parte das pessoas estará endividada, e logo de seguida os bancos e agências financeiras reclamarão os incumprimentos, mas como grande parte das pessoas estará impossibilitada de pagar as suas dívidas elas serão declaradas falidas.
Isto causará um pânico financeiro generalizado, que acontecerá simultaneamente em todos os países, pois os illuministas consideram e acreditam piamente no controlo do povo pelas finanças...»


Nada disto é muito agradável e nem sequer se sabe o calendário exacto disto tudo... mas a boa notícia é que se uma pessoa nada dever ao banco, nem tiver cartões de crédito, nem dever nada às finanças, essa pessoa poderá ter uma sobrevivência mais descansada do que outra que tenha dívidas. Investir em ouro será o próximo passo, não na bolsa, se nos dessem os dividendos... O ouro voltará a ser a referência mundial, os dólares e restantes moedas serão inúteis, valendo esse dinheiro tanto como o dos confederados depois do desmoronamento total.

Continua

Sem comentários:

Enviar um comentário