sábado, 12 de março de 2011

O estado segundo Éliphas Lévi

«Em certos lugares do mundo há ainda povos e rebanhos, mas não entre nós, irmãos: entre nós só há estados.
O Estado? O que vem a ser isso? Vamos! Abram os ouvidos, porque vos vou falar da morte dos povos. O estado é o mais frio dos frios monstros. É frio mesmo quando mente; e eis aqui a maior mentira que sai da sua boca: « Eu, o estado, sou o povo.» Mentira!
Os que criaram os povos e lançaram sobre as suas cabeças uma fé e um amor, esses eram criadores: assim serviram a vida.
Mas, destruidores, armaram laços à multidão, e a isso chamam "estado"; suspenderam sobre as suas cabeças uma espada e cem apetites. Onde há ainda um povo, aí o estado não é compreendido, mas odiado como o mau-olhado, como um pecado contra a moral e o direito.»

By Éliphas Lévi in "A chave dos grandes mistérios".

Sem comentários:

Enviar um comentário