terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Interlúdio- Cuecas e arame farpado

Nos anamandros da piolhice da casa da democracia passa-se a vida a discutir sobre questões menores... é o cartão, é o número alcoviteiro, é a charanga da minha prima, nunca mais se calam com aquelas manobrazitas de diversão....
Moção de censura, hummmmm, só se for de falta de vergonha, quanto ao resto como dizem os franceses, patati patata.....
E que dizem disto tudo os estafanados agentes económicos? Rien du tout, tout vas bien, je dirais même plus, tout vas bien.... ora quando tudo vai bem no reino do mal absoluto, é como se a casa mais piolhosa de portugal tivesse começado a leiloar cuecas e arame farpado.
Quando se continua a negar as evidências passamos a cúmplices da trama e não podemos queixar-mo-nos do que quer que seja, a conivência e a passividade são os sintomas da degeneração mental que vai alastrando.

Sem comentários:

Enviar um comentário