sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Questões interessantes sobre a liberdade religiosa e cultural

O senso comum diz-nos que um determinado país com uma determinada cultura, vive em função dos parâmetros que regem a sua cultura. Há um elemento estranho que invadiu este processo. A liberdade religiosa. Não passando esta de um meio legal de se obter legalmente o que é ilegal, ou deveria sê-lo numa sociedade saudável.
Gostaria que os promotores da liberdade religiosa explicassem por exemplo, porque é que as minorias cristãs no médio oriente e na ásia são perseguidas? Onde está a liberdade religiosa?? Onde está ela?? Outra coisa mais, porque é que na questão do veú, o uso do mesmo facilita a integração das mulheres muçulmanas? Então, para se integrarem têm de andar tapadas dos pés à cabeça? Que queiram tapar o corpo isso é outro assunto, agora tapar a cara!? Isso é a negação do ser, é a negação de Deus, é a anti-religião. Mas o mais disforme de tudo, é a cultura e religião islâmica actual( que não representam o islamismo) ser dogma instituído e inatacável, seja em portugal , na frança, na rodésia do sul ou em titan. E sempre que alguém se manifeste contra ou contrarie os seus pontos de vista, totalmente errados e desfocados diga-se de passagem, é considerado um intolerante, um racista e um xenófobo...
Outra explicação se faz necessária aos arautos da liberdade religiosa, quando vemos jornalistas europeias ou americanas em serviço nos países muçulmanos a ter de usar um lenço a tapar parte da cara e do cabelo assim como os ombros, por causa das susceptibilidades próprias dessa anti-religião e quando é a situação inversa, muçulmanos em território ocidental, já não se cumprem regras, que se foda o país onde estamos e andamos com veú e como nos apetece e não fazemos caso das regras próprias de cada país... Igualdade??? Liberdade???? Perder a nossa liberdade por causa da suposta liberdade de outros que nem sequer respeitam o país de acolhimento? Umas regras para uns e outras regras para outros, e depois vêm falar em igualdade... não sei o que isso será na boca de alguns doutores burros que por aí proliferam. Em minha casa sou eu que dito as regras, e quem não estiver bem... andamento, mundo....
Sempre que em França, na Bélgica, em Inglaterra há motins, lá vem os da liberdade religiosa dizer que esses não representam o islão, e o mesmo acontece em Caxemira, no Pamir, na Indonésia, na Nigéria e noutros sítios mais.
Outra questão se impôem aos da liberdade religiosa, que são os mesmos que querem retirar os crucifixos dos edifícios públicos, como é que em nome da liberdade religiosa é permitido haver em solo europeu assembleias de anti-religião islâmica a incitar ao ódio e à revolta contra os países que os acolhem e muitas vezes sustenta??? Liberdade religiosa????
Vão mas é gozar com o c......

1 comentário:

  1. No islam, maomé assassinou o próprio allah, ao deixa-lo sem fala e sem espírito.
    Pior.
    No islam, maomé só deixou satan e os génios maus à solta.

    ResponderEliminar