sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Conversa da noite- afastem as cómodas

Uma coisa fantástica na realidade pós-modernista à portuguesa, é esta actual cultura. Evidentemente que cultura é um termo vago, pois cultura em si, é muito mais do que um conjunto de saberes, tradições e mundividência, pois claro está.
Em portugal a cultura é perniciosamente exarcebada em certas áreas e dolorosamente desincentivada noutras. O que faz com que tenhamos uma cultura aos solavancos, e prova disso mesmo é uma ignorância primária(!!) mais ou menos generalizada em largas franjas de população. O que interessa é um certo conteúdo que vai bombando as mentes e as líbidos de certos agoirentos de carne.... os leitores desculpem-me a linguagem que se vai seguir, mas o tema é propício a isso: Anani ananão sapatinhos de borracha e meiínhas de algodão, ficas tu e eu não, vais-me ao pito ou não, deixas-te galar ou não, vai àquela banda ou então vai para a c. d. t. m.... é o défice meus caros, e aqui o défice que me calhou foi ter de assistir, por estar num sítio público, a uma coisa destas durante 15 minutos.... provavelmente se não tivesse que assistir a isto não falaria, mas digo-vos uma coisa com cultura e serviço público, ou seja lá o que isso for, deste calibre, vamos longe sem dúvida...
Mudando a agulha, tal como aqueles que dizem que a suas próprias sombras não lhes pertencem, apenas são de alguém que não está presente de momento... lá mais prá baixo, nas falésias, decrépitas e fedorentas, o "Bando Piratas Nomeados", continua mutante e a roubar ou desviar com gravata, não sei qual o termo que devo aplicar, no alto da toupeira em forma de caverna, os bacocos da "cancela da jagonça" lançam farpas e morteiros de alegria, tudo vai bem nos jardins de S. Bento, diria mesmo mais, tudo vai bem, apara ali aquele arbusto, "Rodésio", inclina um pouco a tesoura senão cortas o dedinho... ó canastreira, traz cá a escada...
Nas escolas é que a coisa é maravilhosa. Com os novos centros escolares, faltam auxiliares, professores e outras coisas mais, mas a coisa é um sucesso, a avaliar pelos sorrisos e manifestações de regozijo...!! obra feita... para quem??,..... mas a melhor de todas fica para o fim. Tenho um amigo que trabalha há algum tempo na argélia, na área do gáz natural. De três em três meses, tem ele de voltar para renovar o seu visto... tendo de se deslocar a Lisboa, e esse mesmo serviço em Lisboa que fornece os vistos, só está aberto das 9,30 da manhã ás,... 13h. da tarde(!!!), são bichas enormes que uma parte das pessoas têm de perder pelo menos dois dias, para tratar de 1 visto... isto é 14º mundismo, um governo que se diz simplex, isto e mais aquilo, e assim e assado, trata assim os seus cidadãos..! E isto é só um pequenino exemplo... é caso para dizer pelas barbas do profeta, às onze no farol... o pai dela era minha tia. A conversa continua.

Sem comentários:

Enviar um comentário