sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Tempestades assustadoras

" Ventos assustadores" é o título de uma peça jornalísitica publicada hoje (17-09-10) num jornal generalista. Pelo que li, asseguro-vos que é mais "tempestades assustadoras". O tema é o habitual dos últimos dias, a repatriação de ciganos estacionados em solo françês. A determinada altura diz o autor: « A retórica usada pelo governo françês, ditada por várias razões de política interna, não quadra nem na tradição republicana daquele país nem na reiterada afeição francesa aos direitos humanos.» Desde logo se nota o saloio que é o autor ao fazer uma declaração destas. É por causa da reiterada afeição dos franceses aos (falsos) direitos humanos que a frança está como está, com um grave problema não de emigração mas de iminvasão, ao qual o governo françês, com toda a legitimidade sublinhe-se, quer pôr cobro. Mas como o autor da peça e todos os da sua laia não sofrem com estes problemas, estão-se marimbando para isso limitando-se a desbobinar a cassete do antirrismo. Mais à frente prossegue dizendo o seguinte: « Contudo, o que é certo é que expulsões colectivas são em tese, atentatórias do princípio da não discriminação e, consequentemente, são sancionadas pelo direito da união.» De seguida ainda diz mais isto: «O que é certo é que os visados por ordens de expulsão ilegais podem recorrer, desde logo, para os tribunais franceses para fazerem valer os seus direitos de cidadania europeia.»
Está armado o circo. Com que então as teses atentórias à não discriminação implicam a discriminação de todos os outros! Que conceito interessante!! E para fazerem valer os seus direitos, que são como se sabe, infernizar a vida aos outros, roubar, mendigar, enganar e fazerem-se de vítimas para receberem dinheiro sem fazer nenhum, recorrem aos tribunais franceses, pagos pelos franceses. Brilhante e edificante tese esta, a da não discriminação. Não discriminando quem não se sabe comportar em sociedade, discrimina-se quem trabalha e sustenta estas situações. Brilhante, mais uma vez.
Para terminar, destaco mais esta pérola jornalística: « Do ponto de vista moral e político, esta estigmatização só vem agravar o problema da insuficiente integração da minoria roma nas sociedades de acolhimento, em especial na francesa.» A insuficiente integração dos roma é culpa de quem? Deles próprios, dos racistas europeus ou dos políticos mais as suas leis estúpidas? Era bom que o autor desta peça jornalísitica falasse disto um dia destes.

1 comentário:

  1. Esses tarefeiros de terceira são uns tristes. Uns escrevem as maiores barbaridades por convicção. Outros por não terem coluna vertebral e acatarem tudo o que diz o dono. Mas, lá está, os humanistazinhos falam muito bem e escrevem ainda melhor, longe das minorias que tanto amam e defendem. Uma semaninha junto deles, anónimos, e podia ser que aprendessem qualquer coisa ou lhes assomasse às cabecinhas um lampejo de inteligência.

    ResponderEliminar