quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Eliseu Vs. União europeia- a rusga malhada

O ping-pong me(r)diático segue imparável nos corredores do eliseu e nos corredores da belorenta união europeia, com sede em bruxelas, futuro califado muçulmano em território europeu. Parece ironia mas não é...
Tudo isto a propósito da expulsão de frança de alguns ciganos. A senhora comissária do "Luxamburgo", é mesmo do luxamburgo, porque dizer: «estou chocada, estupefacta, não acredito no que vejo..», pois é, ela está indignada, mas nada faz para modificar isso, apenas está indignada. Sarkozy, respondeu-lhe lucidamente:« se está tão indignada que os leve para o Luxemburgo.» O problema disto tudo é que Sarkozy está a "trair" os planos globalistas, e ao fazer aquilo que todos os países deveriam fazer, faz soar o alarme pandológico do antirrismo, disciplina instituída nos subterrâneos da união europeia, lá vindo os tontinhos que nada percebem do mundo e do homem negar realidades e indignarem-se até ao cerebelo, denunciando os racistas e comparando o Sarkozy( que não é nenhum santo) ao Hitler!! É só rir meus amigos, tal é a dimensão do disparate, mas vindo do sector que vem, só podemos segurar na barriga de tanto rir... e não deixa de ser relevante o facto da opinião e sentimento da maioria ser oposto ao da elite. Então porque insiste a elite, apoiada pelos tontinhos dos direitos (des)humanos, em dizer o contrário do que se vê e sabe?
A globalização, essa é a resposta à pergunta, a globalização, e o controlo de tudo, a destituição dos homens das suas respectivas pátrias, através de um processo de mesclagem de raças até não haver nenhuma raça, o reino da besta, resumindo. Este é um dos processos importantíssimos para ser conseguido esse reino, mas alheios a tudo isso e com a cabeçinha cheia de uma doutrina humanista adulterada, truncada e por isso falsa, os tontinhos lá vão fazendo o serviçinho sujo dos iluministas e bilderbergers. Coitados, quando derem por isso, estarão acorrentados até à última raíz do cabelo, e ajoelhar-se-ão como lesmas, bradando pifiarias e esconjuros, tapando a cara com os seus largos lençoís de chouvias transviadas em dia de trevas.

2 comentários:

  1. O engraçado é que estas atitudes apenas conseguem afastar mais pessoas da élite dirigente europeia:)
    Quem olhe para situação com um minimo de bom-senso nem acha a atitude francesa atacável. Eles não querem explusar ciganos franceses.
    Querem ver-se livres dos ciganos romenos e búlgaros que vieram com a abertura das fronteiras e que foram para França para papar subsídios...

    ResponderEliminar
  2. Ora nem mais. Mas os burrinhos que nos desgovernam não sabem disto.

    ResponderEliminar