domingo, 6 de junho de 2010

E a saga continua- O melhor momento de futebol

Houveram jogos de futebol, aos quais tive o prazer de assistir em directo, que foram verdadeiros hinos de bem jogar e bem tratar a bola. O primeiro deles foi o inevitável golo de maradona, o 2º golo do jogo Argentina- Inglaterra quartos de final do mundial 1986 no méxico, aquilo foi uma coisa inimaginável, fintar cinco adversários da linha de meio campo e fintar o guarda- redes e marcar golo foi uma coisa verdadeiramente alucinante, os comentadores ao jogo nem sequer conseguiam dizer nada, de tão estupefactos que ficaram, como ficou toda a gente que estava a ver o jogo em directo como foi o meu caso. Esse golo teve o condão de perdoar o pecado que foi o primeiro golo do maradona nesse mesmo jogo, golo marcado com a mão a partir de um centro efectuado para o interior da área. O resultado final foi 2-1, reduziu John Barnes jogador do Liverpool para a inglaterra. Outro grandioso momento de futebol, que não foi propriamente um momento mas sim um jogo inteiro foi: Final da taça de inglaterra, maio de 1989, Liverpool- Everton, o Liverpool vence a 3 ou 4 minutos do fim por 1-0, golo do inevitável Ian Rush, mas o Everton empata o jogo quase no fim. Festa tremenda no estádio, os adeptos do Everton invadem o terreno do jogo e abraçam os jogadores do Everton e dão-lhes beijos nas faces e cantam com eles, tudo isto a durar quase dois minutos e foi com algum custo que os jogadores do Everton e polícia os tiram dali para as bancadas. Foram dois minutos de uma grande beleza e de uma grandiosa manifestação de fervor e amor a um clube. O liverpool acaba por ganhar no prolongamento por 3-2, e quem se lembrar não deixará de dizer, grande jogo de futebol, sempre com incerteza no resultado final mesmo até ao fim. Já não há jogos destes, apesar de todos os messis, ronaldos, kakás e demais.
Para terminar, por hoje, só um golo que para mim se não foi o melhor golo de todos os tempos desde que começei a ver futebol, foi um dos melhores, Final do Euro 1988, Holanda-CEI( união soviética), o 2º golo da holanda , obra prima do grande Van Basten, vejam e revejam esse golo impossível.

2 comentários:

  1. Se gosto de futebol foi por causa da final entre a Alemanha e a Argentina em 86!

    Lutar, lutar até ao fim! Rudi Voeller e Karl-Heinz Rumenigge dois avançados que ficarão para a História...

    ResponderEliminar
  2. É verdade caro amigo. É como tenho dito, o futebol dos anos 80 e 90 foi muito superior ao actual, apesar de gostarem de dizer o contrário.

    ResponderEliminar