quinta-feira, 3 de junho de 2010

Ai que saudades do futebol das décadas de 80 e 90

Embora não me reveja nesta selecção portuguesa, por motivos vários, gosto de futebol, mas como a minha pessoa não alinha em carnavais mediáticos, não irei seguir o campeonato do mundo. Mas também estou à vontade para dizer que o futebol das décadas de 80 e 90 era muito superior ao actual. A todos os níveis. Jogava-se futebol com alegria, os jogadores gostavam daquilo que faziam e faziam-no sem vaidades e sem chulismos e sem preocupação com os possíveis contratos que poderiam surgir. Hoje tudo é diferente, para pior, os jogadores apenas estão preocupados com a sua imagem, com os contratos chorudos com os clubes e patrocinadores. Futebol bem jogado? Só a espaços, de resto, é lenha e pontapé para a frente e fé em deus, como soi dizer-se.
A selecção alemã do itália 90 era um regalo vê-los a jogar: Augenthaler o esteio da defesa, o 2º Beckenbauer, Andreas Brehme, um lateral esquerdo como nunca mais houve nenhum, talvez só Roberto Carlos e Maldini, Littbarski o das pernas arcadas que era um médio centro fantástico, o já velhino Voller que jogava futebol que metia medo e Klinsmann, que foi juntamente com Van Basten os melhores avançados do mundo dessa época para cá,não houve nem há outros como eles, quer queiram quer não. E não esqueço Van Basten, Maradona, Vanenburg,Matthaus, Lineker( que nunca viu um cartão durante a sua carreira), gasgoigne, Preud´homme, Ceulemans, Vandenberg, Ronald Koeman, Gullit, Rijkaard, Maldini, Roberto Carlos, Gerets, Futre, João Pinto, Rui Costa, Figo, Baía, Couto, Elkjaer Larsen, Lerby, Amor, Michel, Butragueno, Hugo Sanchéz, Olsen, Stromberg, Baresi (doutor da bola) , o melhor líbero do mundo dos últimos anos, Vialli, Albertini, Donadoni, Ronald de Boer ( outro doutor da bola), Roberto Baggio,Hagi ( mais um doutor da bola), Savicevic, Romário, Sócrates( o do mundial 82 e 86 e não o nosso sócretino), Valdo, Ricardo Gomes, Platini, Giresse, Tigana e tantos outros de que não me lembro de momento. Qualquer um destes jogadores jogava à bola, e não estava preocupado com imagens, paneleirices e contratos como acontece actualmente. Não trocava nenhum destes jogadores pelos actuais,mas nenhum mesmo.
E digo mais o futebol das décadas de 80 e 90 era muito superior ao actual, mas de longe em todos os aspectos. Ai que saudades desses tempos!!!

2 comentários:

  1. O último campeonato que acompanhei a sério foi o de 1986. Ainda me lembro de um fantástico URSS-Hungria. Aos vinte e poucos minutos já a URSS ganhava por três secos. No final foram 6-1 e um grande jogo. Depois ainda estive atento ao mundial de 1994 nos EUA. A partir daí foi sempre um acompanhamento cada vez mais pontual. A negociata estragou tudo, como de resto nos Jogos Olímpicos. Saúde!

    ResponderEliminar
  2. Bom texto, concordo, e só os ULTRAS combatem este futebol moderno e descaracterizado e sem a identidade do passado dos clubes, das nações e das estirpes:

    http://3.bp.blogspot.com/_ij1R5uFK560/Sgpx6FRyRsI/AAAAAAAAAZs/Jgb02ME8ZMk/s320/3423029380-soccer-uefa-european-championship-2008-quarter-final-croatia-v-turkey.jpg

    http://sportpedia.mysport.ro/images/3/3f/Ju_roma_ultras89.jpg

    http://1.bp.blogspot.com/_-j_isHxkBoc/S5eynvWJ1gI/AAAAAAAAEwg/Bnn9DsMmgEI/s1600-h/a1209f5fd4.jpg

    ResponderEliminar