quinta-feira, 13 de maio de 2010

Conspiracionistas Vs. demagogos- É a hora

Desengane-se quem pensar que esta é uma casa abandonada. Nada disso, simplesmente considero que falar muito não serve de grande coisa quando se sabe que está-se tudo nas tintas.
Mas este nem é o principal problema, o pior de tudo são as evidências, essas mesmas evidências, que os conspiracionistas davam como certas antes de elas acontecerem. Num mundo globalizado por mais paradoxal que pareça, há muitos conspiracionismos, uma infinidade deles até!
O que se ouve e vê, deixa-nos certamente anestesiados, sem saber o que fazer, completamente abandonados à deriva de interesses e perspectivas mundializantes. Não está longe o dia em que a república cleptocrata se tornará iptocrata, e o ipta aqui quer dizer escravos. O processo já vai bem adiantado; a máquina da propaganda desinformativa das estações de lixo ambulante deveria fazer corar de vergonha a turba anónima... , nada disso está-se tudo nas tintas, mais uma vez. Enquanto houver distracções tão ao gostinho do povo, e esse povo a pensar que tem super inteligência, são modernos e isto e aquilo, e vão ali e acolá, está tudo na boa, parafraseando os discursos de circunstância.
Mas não está longe o dia em que os tolinhos conspiracionistas serão finalmente reconhecidos e valorizados ,e seguidos ,e estudados,e por aí fora , mas só depois da derrocada, que está próxima. Quanto aos demagogos, os mesmos lugares comuns de sempre, «pedimos desculpas meus senhores, estávamos enganados, afinal vamos ter de aumentar... ,» «Portugueses, pedimos a vossa compreensão, a crise, blá,blá,blá,blá, a imagem do país, perante as agências ........». Ei-nos chegados ao reino do anti-cristo, para quem não acredite, basta estar um pouco mais atento e ver bem aquilo que se está a passar. Mas para se ver o que se está realmente a passar será necessário imaginarmo-nos à parte do que se está a passar, quero eu dizer com isto que é preciso analisar as coisas sem lhe atribuir qualquer juízo de valor momentâneo que possa surgir, unicamente ver e perceber o que está a acontecer. Porque não é possível que ninguém queira saber disto para nada, não posso acreditar numa coisa dessas e penso que ninguém pode. Porque se chegarmos a esse ponto, então, estará tudo acabado. Depreende-se que é um pouco isto que as pessoas sentem, e que não sabem muito o que hão-de fazer. Precisamente, a propaganda triptopata, triptopata aqui quer dizer que gostam de nos fazer de burros, e alguns são-no efectivamente, os triptopatas e sua gazeta de desinformação geral toldam os sentidos e os pensamentos das pessoas, mas eles todos convencidos do seu modernismo e do progresso. O problema é que esta gente não entende o verdadeiro significado dessas palavras, sendo todas as taras e todos os desvios incentivados e glorificados com grandes aleluias de direitos humanos e de direitos á diferença, como se isso nos levasse a algum lado em termos civilizacionais. Estamos a destruir a família, as nações e as diversas culturas a um ritmo acelerado, em favor de uma uniformidade híbrida, robotizada e macia, cheia de vícios, distorções, taras mais uma vez, e toda espécie de configuracionismos degradantes. O anti-cristo já nasceu, vive aqui na europa, e a sua chegada será anunciada por uma organização que não é bem aquilo que parece ser. Se estou louco e perante a sanidade actual que vou vendo, prefiro estar mesmo louco, mas isso, cada um é que sabe de si. E se tiverem dúvidas perguntem aos conspiracionistas.

Sem comentários:

Enviar um comentário