terça-feira, 20 de abril de 2010

O PEC oculto de 2010- plano de encorajamento da corrupção

Eu nem queria acreditar quando hoje de manhã ouço uma notícia sobre a nova lei anti- corrupção. É uma coisa "faaaantásticaaaa".
Ora então, segundo o que percebi, qualquer pessoa que pratique corrupção se no prazo de trinta dias apresentar desculpas, já não vai a julgamento!? Está-se mesmo a ver o que se está a "cozinhar". Da falta de vergonha passa-se à distorção temporal das coisas e das causas, sem antes se avaliar os danos que daí advirão para a sociedade. A partir daqui, qualquer político, qualquer agente ou qualquer agitador da ordem económica, será automaticamente inocentado dos seus actos. Se os meios justificarem os fins, iremos provavelmente assistir a episódios bem regados com a lamechice me(r)diática das estações de lixo ambulante.
Se esta lei for mesmo para a frente, os portugueses deveriam pôr o governo português em tribunal. Não sei se tal empreendimento é possível legalmente, mas não estou a brincar, os portugueses têm a obrigação moral de interpor uma acção judicial contra o governo de portugal. Estamos aqui a falar de uma aberração que não tem paralelo na nossa história recente. Para entendermos esta questão em toda a sua extensão, bastará atentarmos no seguinte, a corrupção é incentivada em portugal ocultamente " nos bastidores" e para se poder legitimar este estado de coisas e continuar a beneficiar quem beneficia nada melhor do que esta nova lei sócretina que querem implementar.
Neste caso muito concreto é caso para dizer, nem ao diabo lembraria tamanhas iniquidades com este PEC 2010. E a ver vamos se este PEC não tem mais tentáculos...

Sem comentários:

Enviar um comentário