sábado, 23 de janeiro de 2010

Liberdades e direitos Vs. Democracia e civilização-V

Se não fosse o caso de vivermos numa ripública eu até poderia pensar que afinal isto era ficção.Mas de ficção nada tem, evidentemente,e, é interessante notar que os slogans da nova ordem mundial, todos eles, conduzem ao máximo de individualismo,de egoísmo,de materialismo e do mais perverso que possa haver. Tudo factores que fazem com que o homem e tudo que exista seja cada vez mais um grande esquema mecanicista,seres sem alma, desprovidos de moral e bons costumes,contrariando profundamente a verdadeira natureza do homem,que é sobretudo espiritual. A espiritualidade está a ser substituída por um jafanismo imberbe pseudo-cultural em que o modernismo e o progressismo são palavras "mágicas" e decisivas na visão contemporânea das sociedades actuais. Mas é precisamente o contrário,o modernismo nada tem de moderno,sendo o próprio conceito em si uma contradição bem patente.Tal como o progressismo, que também não engendra progresso nenhum,bem pelo contrário, engendra o retrocesso....
Há muito tempo que o homem deveria estar em busca da sua contraparte espiritual,não o faz,mantém-se na espiral de degradação que acompanha os mundos onde impera o excesso de densificação material (material,desde a mente até ao mais ínfimo grão de areia).
A próxima e decisiva mudança não acontecerá da forma que as pessoas pensam, porque a mudança necessária,ou se quisermos, o motor de arranque de todo o processo que se seguirá,não opera em domínios materiais onde a densificação da matéria turva os sentidos e os pensamentos. Opera a níveis muito mais subtilizados e, sem a busca da nossa contraparte espiritual nada poderemos fazer. Se dúvidas restarem,pensem e meditem bem nas palavras do grande avatar Jesus Cristo:-« O meu reino não é deste mundo...».

Sem comentários:

Enviar um comentário