quarta-feira, 8 de julho de 2009

Portugal,acorda,acorda...se não acordares ao abismo chegarás.

Há muito tempo que toda a gente diz e reclama o mesmo.O estado da nação,o estado individual e colectivo dos povos,o estado e situação do mundo.Ninguém se revê nele,mas todos deixam que a coisa continue como está.
As evidências e os sentimentos posteriores que são gerados,são constantemente negados pelas pessoas e pela "DECRAMOCIA" sustentada por sua vez,pelo materialismo decadente e obsoleto que tudo faz para que não se alterem os proveitos e dividendos da minoria(minoria só em número).Isto é um facto mais do que visto e revisto,e no entanto,é negado a cada instante!
Somos uns "habitués"na arte de dizer o contrário daquilo que vemos,e,enquanto povo,não sairemos da mediocridade enquanto não tivermos a coragem de dizer e apontar o que está mal.E muita coisa está mal,mas muita mesmo.
Falando um pouco de Portugal,o que se pode dizer?Nos últimos 100 anos tivemos regicídios e parasitismo q.b.,assistiu-se a dezenas de assassinatos políticos,tivemso ignorância,fome e paralização a rodos,depois apareceu um senhor que salvou o País da bancarrota total,de seguida,como passo de mágica, apareceram os "grandes iluministas"da nossa história recente,quase que saídos de um qualquer panteão vanguardista.Mas os grandes iluministas,por ironia do destino ou não,são os coveiros da pátria,assim como o foram os da 1ª república,unidos na desgraça(do País e do Povo) e na roubalheira,o que fará que inevitavelmente outro "Salazar" tenha de aparecer para mais uma vez salvar o País da bancarrota.
Os "decramotias" criticam,arrepelam os cabelos,acham-se de uma estirpe superior,mas na realidade,professam ideologias decadentes e as suas perspectivas do mundo estão assentes num paternalismo obsoleto,e só existente ainda porque o materialismo bárbaro necessita dessa contraparte para existir.Isto de tão óbvio e de tão elementar e de tão lógico que é,que quase se poderia dizer que carece de prova,é negado veementemente,com foros de verdadeira anarquia intelectual e moral.
A nossa situação actual é de uma tristeza imensa,tendo os Portugueses aquilo que merecem,tenho muita pena de o dizer mas tem de ser dito;os Portugueses gostam de ser fodidos(desculpem a palavra) e o Sócrates é o tipo ideal para isso!!

1 comentário:

  1. Isso é tudo verdade, mas depois não andem a defender a democracia. A democracia foi sempre socretina (quando não foi pior).

    ResponderEliminar