sábado, 9 de maio de 2009

Política e nacionalismo

Estou verdadeiramente estupefacto perante toda esta incessante onda anti-nacionalista que de repente se abateu sobre a europa,sendo de salientar que os nacionalistas têm resistido,contudo falta algo que consiga fazer com que o nacionalismo dê o salto necessário,para que as pessoas começem a ter o real entendimento do que se está a passar.
Se as pessoas se derem ao cuidado de pensar um pouquinho depressa verificarão que afinal esta ordem não era para ser esta ordem,e nós somos os escravos,e acima de nós temos os nossos senhores que auferem milhões e milhões,como se fossem sábios verdadeiros,pagos a peso de ouro,cada inspiração e expiração deles custa balúrdios aos escravos.
E consideramo-nos nós modernos e uma sociedade civilizada!
Que grande engano aqui vai!O primeiro passo para a barbárie é uma civilização achar que simplesmente por ter capacidade tecnológica achar-se evoluída,mas como diziam muitos mestres da antiguidade,e também alguns recentes,todo o desenvolvimento tecnológico que não seja acompanhado do respectivo desenvolvimento espiritual,auto destroí-se por si próprio.Já aqui o disse neste blog mas nunca é demais repetí-lo,e que mais há para dizer sobre isto?Está à vista,toda a gente o vê e sente,comenta,avalia,compara,é realidade presente no nosso dia a dia.Mas se toda a gente o sente porque não se age em conformidade?
Provavelmente pelo medo que está incutido nas pessoas,estamos demasiadamente estropiados na nossa maneira de ver o mundo e de entendê-lo,há medo na sociedade actual,muito medo,medo de perder a nossa segurança financeira e material,sem isso estamos completamente desancorados do planeta terra,esta é a triste condição da humanidade actual,não concebe um estado alternativo à ausência de dinheiro,bens materiais,materialismo puro e duro como o actual,porque tudo isto é ilusão!Mas esta ilusão é vista como sendo a nossa realidade,e aqui é que está parte do problema,a ilusão ao ser vista e percepcionada como realidade confunde o princípio pelo qual se deveria reger a ordem adjacente ao poder natural.Todas as ilusões foram criadas para servir de referencial activo ao que desejamos fazer ou ser,ou intuir ou pensar,mas ao ser confundida a ordem,passamos a ser a ilusão,e não o que deveria ser,utilizarmos a ilusão em nosso proveito para evoluirmos conscientemente.Nesse cenário usamos as ilusões mas não somos essas ilusões,estamos fora delas.
Entender isto não é fácil,bem o sei,mas podeis estar certos que se a humanidade quiser ter futuro terá que começar a entender e o tempo começa a ser pouco,perante as investidas cada vez mais agressivas dos antirristas e dos tretocratas que estão a tratar de preparar a chegada do anti-cristo.Os primeiros fazem-no de certa forma inconscientemente,plenamente convencidos da sua obra,os segundos fazem-no bem conscientemente,sabem bem ao que vieram...

Sem comentários:

Enviar um comentário