quinta-feira, 23 de abril de 2009

"Eternas saudades do Futuro"-O dedo na ferida

Chamou-me a atenção este comentário do João Marchante no "eternas saudades do futuro":
-...Puta que pariu este povo de merda.Porque muitas vezes penso o mesmo e pensará o mesmo, por certo,muita gente.
Entendo que o João Marchante teve um momento em que sentiu necessidade deste desabafo,mas ele tem razão e o que ele disse é a realidade presente do nosso Portugal.
O que é o nosso País actualmente?Para onde caminhamos?),900 anos de história que se transformaram na nação mais apátrida da Europa?
O que se tem feito e incentivado nas últimas décadas em Portugal é a "desculturização"maciça do povo,tem-se também incentivado um novo riquismo que muito contribui para a iliteracia funcional,se calhar até mais do que funcional em alguns casos,o progressivo abananamento das massas populares com os dejectos dos desejos e apetites,o doutoramento no supremo prazer físico que é a panaceia de uma boa parte da humanidade,sem esquecer o desinvestimento total e o desinteresse geral em relação ao cultivo do intelecto e do espírito humano.Não se incentiva a leitura,não existem tão pouco hábitos de leitura nos Portugueses,como pô-los a ler se para a maioria isso é um exercício muito penoso...,somos o povo da união europeia com a vida mais anti-natural,somos os campeões da desgraça,somos os que pagamos mais pelos bens de primeira necessidade,somos os que pagamos mais impostos proporcionalmente aos nossos rendimentos,somos uns desgraçados que para aqui andamos,mas por outro lado,em lado nenhum na europa há empresas de certos sectores a continuar a ter lucros escandalosos em tempo de crise(?) como o actual.Em lado nenhum na europa os tachos são tantos e tão profusos alguns deles,as trocas e baldrocas são uma constante,as leis e sobretudo a constituição são alvo de distorções e manipulações várias,e muito mais haveria para dizer.
Portanto queria aqui dizer ao João Marchante e a todos os que por aqui passarem,que isto não é obra do acaso,porque o acaso não existe,a exploração de um povo e a cleptocracia caminham juntos,são indissociáveis,e não esqueçamos que o facto de o povo esqueçer os seus heroís,desconhecer a história e introduzirem-lhe progressivamente elementos e dados nocivos que não permitirão a sua devida culturização,basta pensarmos no caso da educação em Portugal concretamente o ensino.
Estava tudo planeado há muito tempo,e nós fomos deixando acontecer e o resultado está bem à vista.Posso dizer que sabia do processo de canonização de D.Nuno Álvares Pereira,sei quem foi este senhor e o que representou para Portugal.Mas também,mais uma vez o digo,compreendo o João Marchante. Num tempo de crise e sombrio em que Portugal vai definhando todos os dias,é importante falar sobre o passado,porque esse passado pode ser a mola impulsionadora do futuro,é importante falar sobre Portugal e sobre os Portugueses,porque os heroís do passado e os herois do presente também não se esgotarão no futuro.

Sem comentários:

Enviar um comentário