sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

É hora de todos os nacionalistas se juntarem,independentemente de algumas diferenças de pormenor ou de índole ideológica.Não podemos continuar nesta senda separatista que tem caracterizado o movimento nacionalista em Portugal,porque a diferença de opinião de cada um,contribui potencialmente para um efectivo crescimento do movimento nacionalista e não pode ser uma fonte de discórdia ou de antagonismos.Há que separar o trigo do joio,evidentemente,mas uma ideia ou uma opinião só serão válidas ou possíveis se forem aceites como tal. São ideias e opiniões.E só depois desse exercício com a devida análise crítica se poderá aceitar ou não uma ideia ou opinião.Tenho visto e reparado que exitem muitas cisões no meio nacionalista,desde a não implementação de uma doutrina ideológica que sirva e faça crescer o nacionalismo até uma falha de princípio que mina constantemente a credibilidade dos nacionalistas.Esta falha de princípio que aqui refiro,não será bem aquilo que muitas pessoas possam pensar,é mais uma insustentabilidade lógica do nacionalismo.Passo a explicar:o nacionalismo não pode,na minha opinião,continuar a ser visto como simplesmente uma forma alternativa de governação e atitude social.Tem neste momento de ser transposto para a realidade que estamos a viver,que é uma realidade de destruição dos povos e do mundo.Ora isto implica uma reformulação dos princípios nacionalistas,reformulação não no sentido de substituir os seus princípios por outros,mas sim,ampliá-los e transportá-los para o contexto da nossa actual época.O nacionalismo,enquanto campo ideológico,tem de fazer valer as suas convicções e pontos fortes se quiser vingar num futuro a médio prazo.E os pontos fortes do nacionalismo são muitos e diversos(este assunto será aqui abordado em breve).Perante a investida incessante dos agentes da desgraça,é imperioso unirmos esforços e é para isso que nasceu este blog,juntamente com os existentes,este blog pretende ser tão só,mais um a equilibrar o combate.

Sem comentários:

Enviar um comentário